Executiva do Democratas aprova a fusão com o PSL

Democratas Efraim Filho
Deputado Efraim Filho é líder da bancada do Democratas na Câmara/Divulgação

Os dois partidos passarão a ter a maior bancada na Câmara, com 86 parlamentares

A bancada do Democratas e a executiva nacional aprovaram hoje (21) por unanimidade a fusão com o PSL. Assim, os dois partidos terão juntos na Câmara dos Deputados 86 parlamentares, se constituindo no maior bloco partidário do Legislativo.

O passo seguinte será a formalização do acordo pelas direções nacionais. No caso do Democratas, a convenção será realizada em outubro, segundo informou o líder da bancada na Câmara, deputado Efraim Filho (DEM-PB).

O objetivo de dirigentes dos dois partidos é oficializar a fusão até outubro. Depois da reunião da Executiva, o DEM vai convocar para o próximo mês um encontro do Diretório Nacional, instância que tem mais integrantes, para votar internamente se vai embarcar no projeto de união com a outra legenda.



Dentro do PSL também estão marcadas reuniões para debater o assunto, mas lá a fusão já está pacificada.

Segundo informou a CNN Brasil, a união é vantajosa para o DEM por causa do aumento do fundo partidário e eleitoral. Para o PSL, os principais atrativos são a capilaridade regional e estrutura que a outra sigla pode oferecer.

Os organizadores da fusão também esperam filiar os deputados Felipe Rigoni (PSB-ES), Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA), Clarissa Garotinho (Pros-RJ), Daniela do Waguinho (MDB-RJ) e Capitão Wagner (Pros-CE), todos em conflito com suas respectivas legendas.


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas