Golpe no seguro-defeso provoca prejuízo de mais de R$ 34 milhões

Golpe no seguro-defeso provoca prejuízo de mais de R$ 34 milhões

Nesta manhã há uma operação policial para cumprimento de mandados no Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais

Pelo menos R$ 34 milhões foram desviados nos últimos cinco anos do seguro defeso, pagos pelo INSS a partir de cadastros falsos no Ministério do Trabalho e da Previdência. Aproximadamente 1500 pessoas foram beneficiadas de forma irregular.

Nesta manhã, há uma operação policial contra os fraudadores no Distrito Federal, em Goiás e Minas Gerais. De acordo com nota da Política Federal, cerca de 60 policiais federais cumprem 8 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal em Goiás, Minas Gerais e no Distrito Federal.



As investigações são realizadas em parceria com a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Ministério do Trabalho e Previdência,

A fraude no benefício consistia na utilização de documentos falsos para a concessão de seguro-defeso a falsos pescadores, sendo constatado que alguns beneficiários possuem endereços de residências diferentes dos endereços declarados nos pedidos do seguro, outros recebem outro benefício social, como o bolsa-família, ou possuem outra atividade como meio de subsistência, o que é proibido pela lei.