Diretoria do Inel tem como meta aprovar marco da energia limpa

Diretoria do Inel tem como meta aprovar marco da energia limpa

Instituto criou uma nova para acompanhar a votação do projeto que está na Câmara

O nova diretora do Instituto Nacional de Energia Limpa, criada para o Centro-Oeste, será comandada por Carlos Toledo, empresário do setor de energia solar. Tarcísio Dário, diretor executivo da Horus Telecom, assume o cargo de diretor adjunto. Eles querem intensificar a atuação no Congresso Nacional para aprovar o projeto de lei 5829/19, que cria o marco legal da geração de energia descentralizada.

Carlos Toledo comenta que a grave crise hídrica impacta negativamente o sistema elétrico, com risco de racionamento e apagões, além do aumento nas tarifas de luz que pesam sobre o consumidor brasileiro. “Neste contexto, desenvolver o setor de energia limpa é fundamental, pois ele representa uma saída sustentável, renovável e mais barata para a crise e, principalmente, para o equilíbrio do sistema energético nacional com a diversificação de sua matriz energética”.

“A Diretoria do Centro-Oeste será mais um importante braço para unir esforços em prol do setor de energia solar, com objetivo de viabilizar e dar celeridade à votação do projeto de lei que tem grande importância não apenas para o setor de energia limpa e para o sistema elétrico nacional, mas para toda a economia brasileira”, presidente do Inel, Heber Galarce.