Deputada Flávia Arruda

Nas redes sociais, Flávia Arruda dedica mais tempo ao Facebook

Até alguns dias após a posse dela como ministra da Secretaria de Governo, a deputada licenciada Flávia Arruda (PL-DF), era bastante atuante no Twitter. Depois de começar a despachar no Palácio do Planalto no início de abril, a última postagem do mês foi no dia 23, quando anunciou num vídeo um guia voltado para os prefeitos da chamada agenda “Prefeito mais Brasil”.

Com 4,8 mil seguidores na rede social, Flávia tem acompanhado a agenda presidencial, mas ao contrário do chefe, pouco fala sobre o governo federal. O Twitter é tido como uma plataforma que é acompanhada por formadores de opinião. Nas eleições de 2018 e 2020, a rede social foi a mais influente.

A ministra, no entanto, tem aproveitado mais o Facebook com artes gráficas, os “cards”, e filmetes. A rede social tem um viés mais popular e aparentemente as postagens têm maior repercussão nas curtidas e compartilhamentos. Ela tem 30,1 mil seguidores no Face.

Na manhã de hoje, postou que “diálogo e consenso” é seu guia de trabalho e garante que está derrubando muros “e vamos construindo as pontes que farão o Brasil voltar a crescer”.

Flávia Arruda tem um olho no ministério e outro no Distrito Federal. De dez postagens desde o dia 29 de abril no Facebook, seis tem como alvo o Distrito Federal. Na mensagem de ontem, ela cita Águas Claras que completou 18 anos. No filme para marcar a homenagem, aparece o ex-governador Joaquim Roriz, que foi o mentor político do seu marido, o ex-governador José Roberto Arruda.

O Instagram, embora com maior número de seguidores (69,3 mil), tem servido como um apêndice das postagens do Facebook. Todas as publicações – filmetes e cards – são um espelho do Face. Nada há de vida pessoal ou comentários mais amenos no Instagram. E, como antes da posse como ministra, tem servido para valorizar sua atuação parlamentar.