NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Senadores pedem a Biden que não mande dinheiro ao Brasil

No texto, pedem que qualquer apoio esteja condicionado a avanços na política ambiental brasileira pelo governo
EUA Joe Biden democrata
Biden dá recados diplomáticos em direção ao Brasil/Arquivo/Angop

Um grupo de 15 senadores do Partido Democrata pediu nesta sexta-feira (16), em uma carta endereçada ao presidente Joe Biden, que o governo norte-americano não envie recursos ao Brasil sem que haja avanços no combate ao desmatamento no país sul-americano.

A carta foi assinada pelo presidente da Comissão de Dotações Orçamentárias, Patrick Leahy, pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores, Bob Menéndez, e pelos ex-candidatos à presidência Bernie Sanders e Elizabeth Warren, entre outros.

No texto, que é uma aparente resposta à intenção do presidente brasileiro de se aproximar de Biden em matéria ambiental para obter bilhões de dólares em ajuda externa e promover o desenvolvimento sustentável da Amazônia, os senadores criticam a gestão do meio ambiente de Jair Bolsonaro e pedem que qualquer apoio financeiro por parte dos EUA esteja condicionado a avanços na política ambiental brasileira.

Além disso, os senadores advertem que a falta de medidas para frear o desmatamento afetará o apoio de Washington para a pretensão do Brasil de ingressar na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que é um dos principais objetivos da política externa de Bolsonaro.

Mais noticias

Slider