NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Estudante da UnB vai discutir ciência com ganhadores do Nobel

A iniciativa é inédita no Brasil e tem como objetivo promover uma discussão sobre a importância da ciência
Estudante Ágata Batista DF UnB
Ágata foi selecionada a partir de uma concorrência com vários estudantes/Reprodução vídeo

A estudante do Curso de Medicina da Universidade de Brasília, Ágata Costa Coelho Batista, vai ter o privilégio de poucos ao ser selecionada para discutir ciência com dois ganhadores do Prêmio Nobel. A “live” acontece nesta quinta-feira (08), às 10 horas, com a norueguesa May-Britt Moser, ganhadora do Nobel de Medicina em 2014, e o francês Serge Haroche, que levou o Nobel de Física em 2012.

“É uma oportunidade para discutir ciência”, explicou a estudante do Distrito Federal. A importância se torna maior, segundo ela, por conta das fake news divulgadas durante a pandemia da Covid-19. Veja o vídeo com o depoimento dela logo abaixo.

Ágata participa também da mesa redonda, depois das 11 horas, com May-Britt Moser. O processo de seleção para o evento “O valor da ciência” teve a participação de 170 candidatos de 90 universidades públicas e privadas de 23 estados do Brasil e do Distrito Federal. Foram selecionados 40 estudantes.

A iniciativa é inédita no Brasil e tem como objetivo não só inspirar estudantes interessados no desenvolvimento de pesquisas científicas, mas também servirá para promover uma discussão sobre a importância da ciência para a sociedade e para a elaboração de políticas públicas com base no conhecimento científico.

“Uma discussão com dois vencedores do Prêmio Nobel a respeito do valor da ciência, num momento complexo como este que atravessamos,
representa uma oportunidade ímpar para refletirmos sobre o papel da ciência no desenvolvimento da humanidade e no enfrentamento dos
desafios que temos diante de nós. Devemos buscar, amparados pelo que há de mais avançado no conhecimento científico, caminhos que nos
permitam, de forma sustentável, preservar vidas e retomar o desenvolvimento econômico, gerando empregos, renda e inclusão social”, disse o presidente da Academia Brasileira de Ciências, Luiz Davidovich.

O evento será conduzido em inglês, com tradução simultânea disponível. A transmissão será realizada no canal Nobel Prize do YouTube e os interessados poderão acompanhar com tradução em português ou pelo áudio original.

Mais noticias

Slider