NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Novos leitos de UTIs são ativados, mas ocupação é de 94,26%

Hospital de Campanha de Ceilândia, recebeu ontem 20 leitos para atendimento de infectados pelo novo coronavírus
Hospital leitos DF
Há uma carência de leitos em função do crescimento da pandemia/Arquivo/Agência Brasília

O Hospital de Ceilândia (HC), antigo Hospital de Campanha de Ceilândia, recebeu ontem 20 leitos para atendimento de infectados pelo novo coronavírus, de acordo com informações da Secretaria da saúde. Até o momento há 272 leitos de UTIs disponíveis no Distrito Federal, mas a a ocupação de leitos de UTI é de 94,26%, no último levantamento realizado no início da noite de ontem. O índice de transmissibilidade pulou de 0,89 – cifra registrada há uma semana – para 1,32.

No dia 25 de fevereiro, o DF contava com 170 leitos de UTI covid em operação e a taxa de ocupação chegou a 95%. No dia seguinte (26/2), foram ativados 16 leitos de UTI em três unidades. No sábado, 20 leitos passaram a atender este perfil no Hospital Regional da Asa Norte.

Na segunda-feira (01), 30 leitos entraram em operação no DF. Na terça (2), mais 20 leitos no Hospital Regional do Gama e dez no Hospital Regional de Ceilândia. Na quarta, 16 leitos foram ativados no Hospital de Campanha da PM.

O secretário  da Saúde, Osnei Okumoto, informou, que foi autorizado a abertura de um terceiro hospital de campanha, que será uma unidade modular ao Hospital de Santa Maria. “A preocupação é constante, porque a rede do DF recebe pacientes de diversas partes do Brasil. Outros estados têm pedido leitos a nós, pois estão com sua capacidade esgotada. O SUS é universal, e nós não podemos deixar de atender quem nos procura”.

Mais noticias

Slider