NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Bolsonaro demite presidente da Petrobras, que perdeu hoje R$ 28 bilhões

As ações da Petrobras registraram forte baixa na sessão desta sexta-feira (19), com os investidores repercutindo a fala do presidente
Refinaria Petrobras
Bolsonaro demite o presidente da Petrobras após polêmica sobre preços dos combustíveis/Arquivo/Divulgação

O Palácio do Planalto anunciou há pouco que o novo presidente da Petrobras será o general Joaquim Silva e Luna, que também vai acumular a presidência do Conselho de Administração da estatal. Assim, está demitido o atual presidente, Roberto Castello Branco. A demissão ocorre depois que o presidente Jair Bolsonaro fez críticas à direção da empresa.

As ações da Petrobras registraram forte baixa na sessão desta sexta-feira (19), com os investidores repercutindo a fala de Jair Bolsonaro, presidente da República, na véspera, com críticas ao forte reajuste de preços de combustíveis e aumentando a percepção de risco para a estatal. Os ativos PETR3 fecharam com queda de quase 8% e os PETR4 tiveram baixa superior a 6%. Com isso, o valor de mercado da estatal passou de R$ 383 bilhões na véspera para R$ 354,8 bilhões nesta sessão, um valor R$ 28,2 bilhões menor.

Após a polêmica nos primeiros dias do mês com a notícia de que a Petrobras havia ampliado de três meses para um ano o prazo em que calcula a paridade internacional de preços dos combustíveis, o anúncio da véspera de um forte reajuste dos combustíveis (alta de 15% para o diesel e de 10% para a gasolina) havia sido considerado positivo pelos analistas de mercado para a estatal.

Mais noticias

Slider