NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Bia Kicis e Paula Belmonte foram contra a prisão de bolsonarista

Dos oito parlamentares que integram a bancada federal do DF, seis concordaram com a decisão do Supremo Tribunal
Deputada Paula Belmonte
Paula Belmonte acompanhou Bia Kicis na votação a favor de deputado bolsonarista/Arquivo

As deputadas Bia Kicis (PSL-DF) e Paula Belmonte (Cidadania-DF) votaram contra a manutenção da prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). As duas parlamentares se somaram a outros 128 votos que discordaram da maioria de 364 dos colegas, incluindo seis da bancada do Distrito Federal.  O posicionamento de Bia Kicis já era esperado, porque faz parte do mesmo grupo do deputado fluminense que continua preso num batalhão da Polícia Militar do Rio de janeiro.

O posicionamento de Paula Belmonte não deixa de ser surpreendente, já que a origem do Cidadania é de um partido de esquerda. O Cidadania sucedeu o PPS.  Na quarta-feira, ela afirmou no Twitter que “a democracia brasileira é a ditadura dos Deuses de capa preta”. Ela também afirmou que “discordar e criticar – sem violência e grosseria – é uma prática salutar dos regimes democráticos. Dito isso, discordo da decisão do STF em decretar a prisão do deputado. Não se pode, a pretexto de combater ofensas verbais, cometer ilegalidade jurídica”.

Em entrevista à imprensa, o presidente do Conselho de Ética, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), garantiu rapidez na tramitação da representação contra Daniel Silveira, já a partir da retomada dos trabalhos do colegiado, na próxima terça-feira (23), às 14h30.

Mais noticias

Slider