NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

No Senado, Izalci apoia Rodrigo. Reguffe e Leila votam em Simone

Izalci disse hoje que a sua opção é uma questão regional, já que Ibaneis, do MDB, sequer atende a bancada
Senadores Reguffe, leila e Izalci
Reguffe e Leila votam em Simone Tebet e Izalci, que assume a bancada do PSDB, vota em Rodrigo Pacheco/Arquivo/BSB

Dois senadores do Distrito Federal, Leila Barros (PSB) e Antonio Regufffe (Podemos), declararam apoio à candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) à presidência do Senado Federal. O senador Izalci Lucas (PSDB) explicou há pouco que por motivos regionais, irá votar no senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Izalci deverá assumir em fevereiro a liderança bancada tucana de sete senadores que rachou na questão da eleição para a presidência do Senado. Além do senador pelo DF, Roberto Rocha (MA), Plínio Valério (AM) e Rodrigo Cunha (AL) declararam apoio a Rodrigo Pacheco. Já os senadores José Serra e Mara Gabrilli , de São Paulo, e Tassio Jereissati, do Ceará, acompanham Simone Tebet.

O senador Izalci explicou que não poderia apoiar a candidatura do MDB, porque o governador Ibaneis Rocha (MDB), por exemplo, “sequer atende a bancada federal. Além disso, segundo ele, o Democratas é muito mais próximo do PSDB se comparado com os emedebistas.

No início desta tarde, a senadora Leila Barros declarou apoio a Simone Tebet. Ela é a única senadora do PSB. No Twitter, justificou que “a candidatura inédita de uma mulher à presidência do Senado é um fato histórico“ e que a candidata “garantirá independência e autonomia para o Senado e o Congresso Nacional. A senadora também demonstrou que tem capacidade para dialogar com lideranças políticas “.

Na semana passada, a bancada de nove senadores do Podemos, aí incluído o senador Antonio Reguffe, anunciou apoio à senadora emedebista. No sábado, Reguffe comentou que a candidatura representa um distanciamento necessário do Palácio do Planalto. A decisão do partido liderado por Álvaro Dias (PR) foi tomada após reuniões da bancada com Simone e com senadores do PSDB.

Mais noticias

Slider