NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Biden vai manter restrições de voos do Brasil para os EUA

Presidente eleito assume amanhã o mandato por quatro anos, O Brasil ultrapassou a marca de 210 mil mortes por Covid-19
EUA Joe Biden democrata
Biden dá recados diplomáticos em direção ao Brasil/Arquivo/Angop

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira (19) que vai manter as restrições de entrada no país para viajantes não americanos procedentes do Brasil e de grande parte da Europa, pouco depois de o presidente Donald Trump revogá-las.

As medidas estão em vigor desde o início do ano passado devido à pandemia do novo coronavírus. A decisão de suspender as restrições havia sido anunciada pouco antes por Trump e entraria em vigor em 26 de janeiro. Biden assume amanhã (20). Ela argumentou que, com a pandemia se agravando, e com variantes mais contagiosas surgindo ao redor do mundo, este não seria o melhor momento para suspender as restrições às viagens internacionais, confirme informação da agência DW.

O Brasil ultrapassou ontem (18) a marca de 210 mil mortes por Covid-19, ao registrar 452 óbitos ligados à doença em 24 horas, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass). Com isso, o total de mortes contabilizados no país chegou a 210.299. Também foram registrados nesta segunda-feira 23.671 novos casos confirmados da doença. Com isso, o total de infecções oficialmente identificadas no país subiu para 8.511.770.

Mais noticias

Slider