NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Simone Tebet é a segunda candidata à presidência do Senado

MDB definiu o nome dela após uma disputa interna que inicialmente tinha quatro postulantes. O seu adversário será Rodrigo Pacheco
CCJ Senado reforma da Previdência
Simone Tebet durante uma audiência na Comissão de Constituição e Justiça/Arquivo/Fábio Pozzebom/Agência Brasil

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) vai concorrer à presidência do Senado Federal. O seu partido definiu seu nome numa disputa com o senador Eduardo Braga (MDB-AM). O seu concorrente na eleição que acontece no dia 1º de fevereiro será o senador Rodrigo Pacheco (DEM), que tem o apoio do presidente Jair Bolsonaro e da bancada do Partido dos Trabalhadores.

Em nota, o MDB escreveu que a “independência no comando do Legislativo é de fundamental importância nesse período de crise, em que o interesse público precisa estar acima de qualquer disputa ideológica e política na reconstrução da economia e na imunização universal e gratuita contra a Covid-19”. Simone é a atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

Por enquanto, Simone ainda não tem o apoio de outras bancadas. O MDB tem 15 senadores. Para se eleger presidente, o candidato deverá obter no mínimo 41 votos. Rodrigo Pacheco tem o apoio oficial das bancadas do PSD, Democratas, PT, Pros, PSC e Republicanos. PL e o PP devem anunciar o apoio nesta quarta-feira. Como candidato independente, o senador Major Olímpio (PSL-SP), lançou hoje (12) a sua candidatura. Ele disse que Bolsonaro tem se aproximado demais do PT.

Mais noticias

Slider