NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Despedida de Maradona reúne milhares de pessoas em Buenos Aires

Houve a despedida íntima de sua família e de um grupo próximo, entre os quais estavam jogadores de futebol, ex-jogadores como Mascherano e Goycochea
Despedidas de Maradona
Milhares de pessoas se despedem do craque argentino Diego Maradona que morreu ontem/Reprodução TV

As portas da Casa Rosada abriram pontualmente às 6 da manhã desta quinta-feira para dizer adeus a Diego Armando Maradona que morreu na quarta-feira com a idade de 60. O velório com acesso público durará, em princípio, até às 16 horas.

O Misto Brasília retransmite ao vivo a visita popular como última despedida a Diego Maradona – veja na homepage do site

A ex-mulher do ídolo Claudia Villafañe e as duas filhas, Dalma e Gianinna, já se deslocaram para a Casa Rosada. Também estão lá o presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Claudio Tapia, vários jogadores e ex-atletas, incluindo os companheiros de equipe de Maradona no Campeonato Mundial de 1986, que a Argentina ganhou no México.

A sala dos Povos Indígenas e a Sala das Mulheres foram destinadas ao uso exclusivo da família e amigos pessoais. O pessoal da sede do Executivo terá licença administrativa.

Após a despedida íntima de sua família e de um grupo próximo, entre os quais estavam jogadores de futebol, ex-jogadores como Mascherano e Goycochea, os campeões mundiais de 1986 e ainda o Boca brava bar e processado pela Justiça, Rafael Di Zeo, aqueles que querem dizer adeus a Ten começaram a entrar na Câmara de Governo.

Choro, aplausos, gritos do tribunal e todos os tipos de idolatria são ouvidos na sala e nas proximidades. Também alguma tensão com pequenos grupos que não respeitam a ordem estabelecida pela operação policial, segundo o jornal Clarin.

Mais noticias

Slider