NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Twitter é a rede social preferida nas eleições municipais

No pleito de 2018, o WhatsApp foi a mais influente. Nestas eleições, os candidatos também usam como recurso de comunicação as lives
Twitter
Os políticos têm preferido o Twitter nestas eleições municipais/Arquivo

O twitter  é a rede social mais influente nas eleições municipais deste ano. No pleito de 2018, o WhatsApp foi a rede social preferida dos candidatos. A conclusão é da pesquisadora da ESPM Rio, Adriane Buarque de Holanda. “O primeiro debate das eleições municipais se estende no Twitter”, diz Adriane. “O duelo entre os candidatos continuou na rede.”

A Inteligência Artificial tem sido cada vez mais usada pelos estrategistas políticos, que buscam os algoritmos para definir o público-alvo e o melhor direcionamento das campanhas. Para Adriane, o algoritmo influencia as redes sociais de duas formas: ajudando a entender o debate político, ao mesmo tempo em que polariza as opiniões.

A pesquisadora cita a rede de ódio que surgiu na última eleição para presidente nos Estados Unidos, entre Donald Trump e Joe Biden. Por conta disso, Facebook, Google e Twitter foram duramente criticados e questionados por senadores no Congresso dos Estados Unidos por abuso de poder e ausência de parcialidade.

Outra estratégia usada nesta eleição municipal é o uso de lives dos candidatos ou de lives promovidas por influenciadores para dar apoio aos candidatos. A live de Felipe Neto e Guilherme Boulos, candidato à prefeitura de São Paulo, jogando o game Among Us, teve mais de 500 mil visualizações no YouTube.

Já o Tik Tok, aplicativo muito utilizado entre o público jovem, foi pouco explorado pelos candidatos e houve mais vídeos de posicionamento político vindo dos usuários. “Os estrategistas evitam redes que não têm a ver com o candidato”, diz Adriane. “O Twitter fala com mais gente e por isso foi a rede preferida.”

Mais noticias

Slider