NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Trump autoriza cooperação com equipe de transição de Biden

O republicano informou pelo Twitter, logo após a Administração de Serviços Gerais confirmar Biden como o "aparente vencedor" do pleito presidencial
EUA Joe Biden democrata
O Colégio Eleitoral norte-americano confirmou a vitória do democrata Biden/Arquivo/Angop

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, autorizou nesta segunda-feira (23) que seu governo comece a cooperar com a equipe de transição do presidente eleito, Joe Biden, embora continue se recusando a reconhecer a derrota nas eleições de 3 de novembro. O republicano informou a medida pelo Twitter, logo após a Administração de Serviços Gerais (GSA, na sigla em inglês), agência governamental americana, confirmar Biden como o “aparente vencedor” do pleito presidencial, abrindo caminho para o início da transição na Casa Branca.

A GSA é responsável por garantir o funcionamento básico das demais agências federais, e sua declaração nesta segunda-feira permite que Biden passe a coordenar com essas agências seus planos para assumir a presidência em 20 de janeiro, o que vinha sendo bloqueado pelo atual governo.

A certificação da vitória democrata foi decidida pela chefe da GSA, Emily Murphy, após os esforços de Trump para subverter a votação terem fracassado em estados-chave do país. Em sua declaração, Murphy menciona “desenvolvimentos recentes envolvendo contestações legais e certificações de resultados eleitorais”.

No Twitter, Trump deu a entender que Murphy reconheceu a vitória de Biden após ser “acossada, ameaçada e alvo de abusos”, mas não apresentou evidências das acusações. Ele também deixou claro que seus esforços para reverter o resultado do pleito continuam: “Manteremos a boa luta, e eu acredito que venceremos”. (Da DW)

Mais noticias

Slider