NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Estados Unidos planeja vacinação em massa contra a Covid em 20 dias

A vacina, que requer duas doses administradas com cerca de três semanas de intervalo, demonstrou ser 95% eficaz, sem maiores problemas de segurança
Pesquisa vacina Covid-19 China
Vacinas experimentais foram inoculadas em voluntários de vários países/Arquivo/Xinhua/Zhang Yuwei

Os Estados Unidos esperam começar a campanha de vacinação contra a Covid-19 antes de meados de dezembro, assim que obtiverem a aprovação das autoridades sanitárias, anunciou neste domingo (22) o pesquisador-chefe do programa de vacinas, Moncef Slaoui.

“O nosso plano é de conseguir transportar as vacinas para os locais de imunização nas 24 horas seguintes à aprovação. Espero que isso tenha início no segundo dia após a aprovação, ou seja, 11 ou 12 de dezembro“, disse Moncef Slaoui em declarações à CNN.

Os consultores externos da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) se reunirão no dia 10 de dezembro para discutir se autorizam a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer e sua parceira alemã BioNTech para uso de emergência.

A vacina, que requer duas doses administradas com cerca de três semanas de intervalo, demonstrou ser 95% eficaz, sem maiores problemas de segurança. A Pfizer espera ter doses suficientes para proteger 25 milhões de pessoas até o final do ano. Slaoui acrescentou que, uma vez lançada esta campanha de vacinação massiva, o país deverá atingir a “imunidade coletiva” em maio.

“Normalmente, com o nível de eficácia que temos (95%), o fato de imunizar quase 70% da população permitirá ter uma imunidade coletiva. Segundo os nossos estudos, deverá acontecer em maio”, afirmou.

Mais noticias

Slider