NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Comitê mantém juros da Selic em 2%, apesar da pressão inflacionária

As últimas leituras de inflação foram acima do esperado, e o Comitê elevou sua projeção para os meses restantes de 2020
Banco Central
Comitê Monetário do Banco Central mantém no mesmo patamar juros da Selic/Arquivo

O Banco Central manteve nesta quarta-feira a Selic na mínima histórica de 2% ao ano, conforme ampla expectativa do mercado e, apesar de reconhecer uma pressão inflacionária mais forte no curto prazo, manteve sua mensagem de orientação futura (forward guidance) e a porta aberta para eventual corte nos juros básicos à frente.

“As últimas leituras de inflação foram acima do esperado, e o Comitê elevou sua projeção para os meses restantes de 2020. Contribuem para essa revisão a continuidade da alta nos preços dos alimentos e de bens industriais, consequência da depreciação persistente do real, da elevação de preço das commodities e dos programas de transferência de renda”, disse o BC, em comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom).

“Apesar da pressão inflacionária mais forte no curto prazo, o Comitê mantém o diagnóstico de que esse choque é temporário, mas monitora sua evolução com atenção”, completou.

Mais noticias

Slider