NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Governador de SC também é afastado do cargo por 180 dias

Tribunal especial decidiu pelo afastamento e a vice-governadora assumirá o cargo até o julgamento final do impeachment
governador Carlos Moisés SC
Carlos Moisés foi afastado do cargo de governador de SC por 180 dias/Arquivo/Divulgação

O processo de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), foi admitido na madrugada deste sábado (24), em sessão do Tribunal Misto de Julgamento na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Foram seis votos a favor da denúncia e quatro contra. Com o resultado, Moisés é denunciado e ficará suspenso do cargo.

Na votação do processo contra a vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido), houve empate. A decisão de prosseguir com a denúncia ficou nas mãos do presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O desembargador Ricardo Roesler a rejeitou a denúncia. Daniela assumirá como governadora interina na próxima terça-feira.

Carlos Moisés também será julgado pelo tribunal especial. Se for considerado culpado, será definitivamente afastado da chefia do Poder Executivo.

“A decisão deliberada muda o curso da história política catarinense. Que Santa Catarina de Alexandria interceda e Deus abençoe a todos para que atuem com sabedoria e serenidade”, afirmou, ao final da sessão, o presidente do tribunal.

Daniela Reinehr acompanhou toda a sessão pessoalmente. Ao final, comemorou o arquivamento da denúncia com assessores e advogados.

“Não pensei que a missão viesse dessa forma, mas me cabe agora abraça-la e bem cumpri-la, cuidar bem do estado. Vou dar meu melhor”, disse a futura governadora interina. “Um dos principais desafios seja criar um canal eficiente de comunicação tanto com a Assembleia, quanto com os demais poderes, com toda a sociedade catarinense, buscando essa harmonia que tanto está faltando em nosso estado”, (Do ND Notícias e assessoria da Alesc)

Mais noticias

Slider