NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Collor de Mello é alvo de nova operação da Polícia Federal

Senador e ex-presidente da República é acusado do crime de desvio de recursos públicos. Buscas foram autorizadas pelo STF
senador Fernando Collor de Mello
Collor é investigado numa operação da PF autorizada pelo Supremo Tribunal/Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

O senador Fernando Collor de Mello é novamente alvo de uma operação policial autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Facchin. A operação complementa investigações sobre suposto tráfico de influência do ex-presidente da República na intermediação de liberação ambiental no Ibama para um porto no Paraná. atualizado às 9h02

Acompanhe a sabatina no Senado com o desembargado indicado para o STF – na homepage – seção TVs públicas

Os mandados de busca e apreensão que são cumpridos hoje é um desdobramento de outra operação realizada em outubro do ano passado. O senador foi alvo da operação, batizada como Arremate, é para de combater um suposto esquema de lavagem de dinheiro por meio de compra de imóveis em leilões públicos. Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em Gaspar (SC), Pontal do Paraná e Curitiba (PR). Foi também determinado o bloqueio de valores financeiros. Mais detalhes daqui a instantes.

As investigações sustentam que o ex-presidente participava dos leilões por meio de 1 representante a fim de esconder seu ” envolvimento como beneficiário final das operações”. Os valores sob investigação são de aproximadamente R$ 6 milhões (valores ainda sem as correções monetárias). Em 2015, foram apreendidos carros de luxo do senador na Operação Politeia.

Mais noticias

Slider