NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Machu Picchu reabre apenas para um único turista, um japonês

Jesse Takayama vinha esperando para visitar o Patrimônio Mundial da Unesco desde março, quando a crise da Covid-19 levou à suspensão de viagens
Machu Picchu
Postagem do turista japonês no Instagram quando registrou sua visita/Reprodução Instagram

As famosas ruínas de Machu Picchu reabriram pela primeira vez após meses de fechamento – mas para um único visitante, um turista japonês que ficou preso no Peru em meio à pandemia de coronavírus, que atingiu em cheio o país sul-americano.

Jesse Takayama vinha esperando para visitar o Patrimônio Mundial da Unesco desde março, quando a crise da Covid-19 levou à suspensão de viagens e a fechamentos generalizados, deixando-o ilhado no país. Sete meses depois, as autoridades de turismo locais decidiram conceder ao turista uma permissão especial para visitar a antiga cidade inca.

“A primeira pessoa na Terra a ir a Machu Picchu desde o lockdown fui eu”, escreveu Takayama em seu perfil no Instagram, onde publicou fotos dele no local histórico totalmente deserto. “Isso é realmente incrível! Obrigado”, completou em um vídeo publicado no Facebook da autoridade turística de Cusco, onde as ruínas estão localizadas, informou a DW.

Mais noticias

Slider