NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Operação prende novamente ex-sub-secretário da Saúde

Também foi preso e está sendo levado neste momento o ex-gerente de Aquisições Especiais da Secretaria, Emanoel Carneiro
Infectologista Eduardo Hage
Infectologista Eduardo Hage durante entrevista no Palácio do Buriti, sede do governo do DF/Arquivo/Divulgação/Agência Brasília

A terceira fase da Operação Falso Negativo acontece neste momento no Distrito Federal com a prisão do ex-subsecretário de Vigilância Sanitária à Saúde Eduardo Hage. Esta é a segunda vez que ele é preso em casa no âmbito da mesma investigação realizada pelo Ministério Público do DF.

Na primeira etapa, Hage obteve um habeas corpus do Superior Tribunal de Justiça por ter, segundo a decisão, pouca interferência nas compras suspeitas de testes para detecção do Covid-19. Também foi preso nesta manhã o ex-gerente de Aquisições Especiais da Secretaria da Saúde, Emanoel Carneiro.

E ontem (24), o diretor-presidente do Instituto de Gestão de Saúde (Iges-DF), Sérgio Luís da Costa, pediu demissão do cargo. Ele alegou problemas de saúde, mas comenta-se que a renúncia está ligada também às investigações.

O Ministério Público através do Gaeco pediu cópias digitais de vários contratos firmados pelo Iges-DF durante a pandemia e que foram dispensados de licitação. Costa fez recentemente uma cirurgia bariátrica e, segundo ele, a renúncia é para cuidar da saúde.

Mais noticias

Slider