NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Indiciadas 29 pessoas por fraude em concurso no STJ

Algumas pessoas que passaram no certame de forma fraudulenta chegaram a ser nomeadas pela Corte
PCDF operação Manchester
Policiais durante operação realizada contra fraudadores de concursos/Arquivo

A Polícia Civil do Distrito federal indiciou 29 pessoas envolvidas em suposta fraude realizada no concurso público para o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Sete dos aprovados que tomaram posse já foram exonerados e cinco não chegaram a ser nomeados por insuficiência técnica. As investigações aconteceram dentro da Operação Panoptes em 2017 e 2018. Na época, 13 pessoas chegaram a ser presas.

Os aprovados teriam sido beneficiados por com um ex-funcionário da Cebraspe, que era responsável por trocar os cartões de resposta. Ele foi preso e também vai responder pelos crimes.Um dos suspeitos teria se tornado uma espécie de “patrocinador” da quadrilha de fraudadores de concursos. As investigações apontaram que ele é sogro de um dos fraudadores e efetuou diversos pagamentos para que membros de sua família conseguissem garantir vagas em concursos públicos concorridos.

Mais noticias

Slider