NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Reajuste da PM e Civil do DF vai para a sanção presidencial

A Medida Provisória foi aprovada há pouco pelos senadores e define aumento salarial também para os bombeiros militares
senador Izalci Lucas
Izalci Lucas foi o relator da MP que reajuste salários dos agentes de segurança do DF/Arquivo/Agência Senado

O Senado Federal aprovou há pouco, numa sessão semi-presencial, o reajuste salarial retroativo para policiais civis e militares e bombeiros militares do Distrito Federa. A MP 971/2020 foi aprovada ontem pela Câmara dos Deputados e agora vai para a promulgação do presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), porque o texto do governo não foi alterado. Caso tivesse sido alterado, a sanção caberia ao presidente da República. A proposta que teria sua vigência até hoje, foi relatada no Senado pelo senador Izalci Lucas (PSDB-DF).

O Misto Brasília transmite ao vivo as sessões do Senado Federal

Pela proposta aprovada, o salário de um agente da Polícia Civil do Distrito Federal, por exemplo, que hoje varia de R$ 8,7 mil a R$ 13,7 mil, passará para R$ 9,4 mil a R$ 14,8 mil. Delegados, que recebem entre R$ 16,8 mil e R$ 22,8 mil, passarão a ganhar de R$ 18,2 mil a R$ 24,6 mil. No caso dos policiais militares, o piso salta de R$ 5,2 mil para R$ 6,5 mil. Um coronel da PM do DF tem remuneração de até R$ 24 mil e passará a receber R$ 30 mil.

impacto orçamentário anual estimado do reajuste é de pouco mais de R$ 519 milhões, dos quais R$ 370 milhões para atender a 16.271 militares ativos, 14.214 inativos e 3.505 pensionistas. Na Polícia Civil, R$ 149 milhões suportarão o reajuste de 4.185 servidores ativos, 4.233 aposentados e 1.047 pensionistas, segundo a Agência Câmara.

Mais noticias

Slider