NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Corregedor deve entregar relatório sobre Flordelis em uma semana

A deputada federal acusada de mandar matar o marido, foi ouvida hoje e respondeu a dez perguntas
Deputada Flordelis e Anderson
Deputada Flordelis é acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson/Arquivo

O deputado Paulo Bengtson (PTB-BA), que é o corregedor da Câmara dos Deputados, disse que na próxima quarta-feira (30) deverá entregar o relatório sobre as investigações em torno da deputada Flordelis (PSD-RJ). Ela é acusada de mandar matar o seu marido, o pastor Anderson do Carmo, e hoje respondeu em Brasília a dez perguntas de Paulo Bengtson numa oitiva que durou três horas.

O advogado da deputada, Anderson Rollemberg, disse que “foi dado à ela ampla defesa. Esperamos que a justiça seja feita e vamos, no momento oportuno, provar que houve uma conspiração contra ela”. Rollemberg disse que deve apresentar a defesa preliminar de Flordelis nos próximos dias, segundo a CNN Brasil. O material reunido pelo corregedor será encaminhado ao Conselho de Ética da Câmara. Há quem aposte que a pastora vai acabar perdendo o mandato parlamentar. O Conselho deve se reunir em breve (ainda não há data) e talvez em novembro conclua o processo.

Na semana passada, a juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3° Vara Criminal de Niterói, acolheu um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro, que alegou dificuldade para encontrar Flordelis, em Niterói e Brasília, e determinou monitoramento “urgente” e que a pastora se recolha em casa entre 23h e 6h.

Mais noticias

Slider