NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Algumas dicas para fazer as aulas online mais agradáveis

No Distrito Federal, as aulas presenciais recomeçam na segunda-feira, mas a grande maioria dos alunos não irá para os colégios
Aulas online
As aulas pela internet têm sido um aprendizado, mas também são bastante cansativas/Arquivo/Divulgação/MCTIC

As aulas presenciais na rede privada de ensino recomeçam na próxima semana no Distrito Federal. A volta às salas de aula é uma preocupação e por isso mais de 70% dos pais e responsáveis não autorizaram os filhos a ir para os colégios. A convivência em casa requer algumas estratégias.

Acordo define volta às aulas presenciais nas escolas privadas do DF – #COMPARTILHE as nossas informações

A coordenadora pedagógica do Colégio Objetivo DF, Sueli Oliveira, separou algumas dicas para as atividades em domicílio. A finalidade é tornar mais fácil e agradável as aulas online. Muita gente já está com essa experiência a pelo menos dois meses, mas como na escola, a gente sempre tem algo a aprender.

Carinho e paciência – “Uma das dicas mais importantes, principalmente devido ao período de isolamento, é: seja paciente e carinhoso. Os pais precisam entender que esse tempo é precioso e passar essa sensação para as crianças. É uma atividade que não pode ser feita em qualquer lugar, e nem de qualquer jeito.”

Prepare o ambiente – Ainda não arrumou um lugar específico para a criança assistir às aulas? Faça isso. “Separar um lugar apropriado e arejado, longe de distrações, é muito importante. Isso vai favorecer a concentração da criança na atividade domiciliar.”

O poder do hábito – Charles Duhigg escreveu um livro inteiro para falar sobre a importância de criar hábitos, e ele estava certo. Uma das dicas de Sueli é criar uma rotina para as crianças, tanto para assistir aulas online, quanto para fazer tarefas.

Aproveite a tecnologia – “Outra dica importante é usar as ferramentas que as crianças estão usando nas aulas virtuais. Elas dominam tão bem computadores, IPads, celulares, e tudo isso pode favorecer na execução da atividade, além de estimular e aguçar a curiosidade.”

Cada um no seu quadrado – Um ponto que todos precisam saber é qual o papel dos pais e qual o papel dos filhos. Os pais devem orientar e as crianças é que precisam fazer. “Orientem, não façam por eles.”

Quem faz mal feito, faz duas vezes – Estando em casa, as crianças sabem que a diversão está muito mais próxima deles. Sem contar as vezes que bate aquela preguiça. Em todos os casos, o segredo é ter atenção e observar se as tarefas estão bem feitas. “Às vezes elas querem fazer tudo rápido e deixam o capricho de lado. É importante verificar se elas fizeram tudo bem feito e reforçar a responsabilidade delas sobre aquilo.”

Aproveita, porque passa – “Participar da vida escolar do filho é um privilégio.” Os pais precisam aproveitar o tempo ao lado das crianças e a possibilidade de ajudá-las nesse momento. Também é preciso ter em mente que as tarefas domiciliares aprimoram e facilitam o aprendizado.

Mais noticias

Slider