Logo Misto Brasília

NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

NOTÍCIAS

Fachin será o relator do pedido de Weintraub para não depor na PF

Ministro Alexandre de Moraes deu um prazo de cinco dias para o ministro da Educação prestar esclarecimentos
Ministro Abraham Weintraub
Ministro Weintraub participou de um ato público sem o uso de máscara de proteção/Arquivo

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi sorteado relator do habeas corpus preventivo apresentado nesta quarta-feira pelo ministro da Justiça, André Mendonça, para tentar suspender o depoimento do ministro da Educação, Abraham Weintraub, à Polícia Federal. Atualizado às 14h41

Na reunião ministerial de 22 de abril, cujo conteúdo se tornou público na semana passada, Weintraub defendeu a prisão de ministros do STF, chamados por ele de “vagabundos”. A ideia do HC é impedir a prisão ou outra medida cautelar contra Weintraub no caso de ele se recusar a cumprir a determinação do STF de prestar depoimento. Na última terça-feira (26), o relator da investigação, ministro Alexandre de Moraes, deu um prazo de cinco dias para Weintraub prestar esclarecimentos à Polícia Federal (PF) sobre declarações feitas durante reunião ministerial realizada no dia 22 de abril.

Há pouco, Fachin deu a seguinte determinação: “Tendo em vista a relevância da matéria, oficie-se à autoridade coatora, ministro Alexandre de Moraes, relator do Inquérito n.º 4.781, a fim de que apresente as informações que entender pertinentes, e, abra-se vista à Procuradoria-Geral da República, para se manifestar no prazo de até 24 horas”, afirmou. (Com a CNN Brasil)

Mais noticias

Slider