NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

Weintraub é convocado por sugerir “vagabundos na cadeia”

Ministro da Educação fez colocações chulas contra membros do STF durante reunião ministerial em abril
Ministro da Educação Abraham Weintraub
Weintraub viajou para os Estados Unidos e depois foi exonerado como ministro/Arquivo

O Senado aprovou ontem (25) à noite requerimento de convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub. O motivo da convocação são suas falas durante a reunião ministerial do dia 22 de abril, que foram tornadas públicas após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello. A data da audiência ainda será definida.

“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, diz Weintraub em trecho da reunião divulgado pelo STF. Ao quebrar o sigilo do vídeo, Celso de Mello disse que há aparente “prática criminosa” na conduta de Weintraub, “num discurso contumelioso (insultante) e aparentemente ofensivo ao patrimônio moral” em relação aos ministros da Corte.

Ainda na reunião, Weintraub também afirmou que “odeia” os termos “povos indígenas” e “povos ciganos”. “Só tem um povo nesse país. Quer, quer. Não quer, sai de ré. É povo brasileiro, só tem um”, disse, na ocasião. Pelo Twitter, o ministro afirmou que sua fala foi deturpada”.

Mais noticias

Slider