NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

NOTÍCIAS

Educação confirma retorno gradual das aulas presenciais no DF

Documento sobre o plano estratégico foi divulgado ontem à noite e recebe sugestões dos pais e professores até domingo
Sala de aula DF
As aulas presenciais estão suspensas no DF, mas há uma polêmica em torno do retorno dos estudantes às escolas/Arquivo

A Secretaria da Educação do Distrito Federal abriu um canal para receber sugestões sobre o plano estratégico, um amplo documento apresentado ontem à noite, por conta da pandemia do coronavírus. O documento sugere que o retorno das atividades às aulas nos colégios (“quando houver”), será realizado por etapas em modalidades de ensino e de forma gradual, e deve iniciar pelo Ensino Médio, “tendo em vista a realização de exames para ingresso na educação superior, como Enem e PAS”.

A comunidade escolar poderá enviar suas contribuições à consulta pública sobre o plano até o próximo domingo (24). E elas são recebidas pelo e-mail [email protected].

Nesta semana, o Sindicato dos Estabelecimentos Privados divulgou uma pesquisa segundo a qual a maioria dos pais gostariam que as aulas retornassem no dia 15 de julho. A Associação dos Pais do DF, no entanto, contesta esta data, porque na consulta feita pela internet, havia apenas três opções para esta data. Veja um vídeo com um representante da associação logo abaixo. No canal do site no YouTube há também um vídeo com o posicionamento do representante dos colégios particulares.

No documento do governo chamado de “Gestão estratégica para a realização das atividades pedagógicas não presenciais no Distrito Federal” (clique e veja o conteúdo), a Secretaria da Educação afirma que a interrupção das atividades pedagógicas presenciais impactou nas condições de equidade e de igualdade de condições sociais.

Não haverá realização de provas tradicionais e vigiadas. Cada professor irá estabelecer seus critérios de avaliação. A logística da entrega do material impresso para os estudantes que não conseguirem acessar a plataforma será articulada pela SEEDF junto às regionais de ensino e escolas.

Mais noticias

Slider