NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

NOTÍCIAS

Medidas no DF tiveram impacto contra o coronavírus

Observação foi pela por um grupo de pesquisadores e metade dos pacientes foram recuperados
Secretaria da Saúde DF
Mandados judiciais também miram servidores da Secretaria da Saúde do DF/Arquivo

O epidemiologista e professor da Universidade de Brasília (UnB), Walter Ramalho, do Núcleo de Altos Estudos Estratégicos para o Desenvolvimento e o Laboratório de Dinâmica de Doenças, observou que “percebemos que o novo coronavírus tem um potencial de transmissão grande. Cada contaminado infecta outras 2,7 pessoas, em média. É um potencial maior do que o do H1N1, por exemplo”, detalha.

Novo coronavírus já matou 27 mil pessoas no mundo e 92 no Brasil – #COMPARTILHE o Misto Brasília

“Os efeitos matemáticos disso já podem ser vistos, bastando uma comparação da curva teórica matemática com o que estamos observando neste momento. Temos apenas nove casos de transmissão comunitária da doença, do total de mais de 200 contaminações. Isso mostra que é possível afirmar, mesmo que de modo preliminar, que as ações trouxeram grande impacto ao DF”, o professor em entrevista ao CB.

A Secretaria de Saúde informou que metade dos pacientes diagnosticados com o novo coronavírus no Distrito Federal, 120 pessoas, estão recuperadas da doença. O DF tem 242 casos confirmados de covid-19, sendo nove infecções graves e nove críticas. A informação da morte anunciada ontem foi descartada hoje.

Lotéricas e minimercados abertos no DF – #COMPARTILHE o Misto Brasília

De acordo com o subsecretário de Vigilância Sanitária, Eduardo Hage, a maioria dos casos são leves. “Esse quadro respiratório dura cerca de sete dias. Na grande maioria das confirmações, o paciente se recupera. Mais da metade das pessoas infectadas já saíram do isolamento domiciliar e tem recuperação clínica”, afirmou.

Mais noticias

Slider