NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

NOTÍCIAS

Índice do aluguel tem queda e alimentação tem alta

Houve decréscimo também nas taxas de variação os grupos Transportes despesas Diversas e comunicação
Ceasa DF vista geral
O IPC, que mede a inflação nos produtos como alimentação, foi divulgado hoje/Arquivo

O Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M), utilizado para reajustar aluguéis, variou -0,04% em fevereiro. Os dados foram divulgados hoje (27), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre).

Em janeiro, a alta foi de 0,48% e, em fevereiro de 2019, o índice ficou em 0,88%. Com isso, o IGP-M acumula alta de 0,44% no ano e de 6,82% em 12 meses.

Entre os componentes do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,19% em fevereiro, depois de subir 0,50% em janeiro. O acumulado de 12 meses está em 8,38%. O grupo Bens Finais recuou 0,55%, com o subgrupo alimentos processados passando de -0,44% em janeiro para -1,57% em fevereiro.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,21% em fevereiro, após alta de 0,52% em janeiro, com seis das oito classes de despesa caindo. A alta acumulada em 12 meses é de 3,67%. A principal contribuição foi do grupo Alimentação, que passou de 1,22% para 0,28%, com a variação do item carnes bovinas indo de 1,95% para -4,59%.

Houve decréscimo também nas taxas de variação os grupos Transportes (0,82% para 0,09%), Despesas Diversas (0,29% para 0,14%), Comunicação (0,16% para 0,05%), Habitação (-0,05% para -0,10%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,38% para 0,36%). Tiveram aumento os grupos Educação, Leitura e Recreação (0,66% para 1,04%) e Vestuário (-0,04% para 0,06%).

Mais noticias

Slider