NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

NOTÍCIAS

Boa notícia: barragem de Santa Maria está “sangrando”

O excesso de água é uma boa notícia, porque descarta o racionamento no Distrito Federal no verão
Barragem de Santa Maria DF
Barragem de Santa Maria, no DF, está vertendo com a chuva dos últimos meses/Reprodução vídeo/Caesb

Depois da barragem do Descoberto, hoje foi a vez da barragem de Santa Maria verter água. Os dois reservatórios são importantes para o abastecimento de quase 3 milhões de habitantes do Distrito Federal. As duas barragens estiveram recentemente com o nível da água muito baixos, obrigando o racionamento da água por quase um ano e meio.

Segundo informou a Caesb, o volume útil de Santa Maria é de 45,5 milhões de m3. O Sistema Santa Maria (Santa Maria/Torto) é responsável por 27% do abastecimento do DF e possui uma vazão de 1.470 l/s de água.  No auge do período de estiagem, em novembro de 2017, o Santa Maria chegou à cota de 1.064,17 m, ou seja, 21,6% do seu volume útil.

Devido ao grande volume de chuvas deste ano, o extravasamento aconteceu mais cedo do que em 2019, quando o evento foi observado em 17 de maio. “É uma excelente notícia para a população do Distrito Federal e especialmente para a Caesb, porque Santa Maria tem sido utilizado como uma reserva técnica para o período de estiagem”, explicou o diretor de Operação e Manutenção da Caesb, Carlos Eduardo Borges.

A água excedente do reservatório Santa Maria segue para o córrego Três Barras. De lá, se junta com o Ribeirão Tortinho, formando o Ribeirão do Torto, onde há captação da Caesb.

Imagens fornecidas pela Caesb.

Mais noticias

Slider