Presidente Jair Bolsonaro

Bolsonaro praticamente descarta novos concursos públicos

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta manhã que novos concursos públicos só serão feitos caso sejam necessários. “Não é travar. É um peso muito grande o serviço público no Brasil. Vocês devem lembrar da promulgação da Constituinte, a quantidade de trens da alegria, isso inchou os quadros. Se não fizer algo, atuais servidores vão ficar sem receber lá na frente”.

Na saída do Palácio da Alvorada, o presidente voltou a falar em extinção de alguns cargos que, segundo ele, não cabem mais nos dias atuais, como a função de datilógrafo. Hoje, o jornal O Estado de São Paulo informou que a equipe econômica do governo estuda travar novos concursos públicos no governo federal para forçar uma aprovação da reforma administrativa no Congresso.

Bolsonaro deverá se reunirá com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para tratar do assunto durante a tarde desta segunda-feira. Numa entrevista à Rádio BandNews, o vice-líder da bancada do MDB, Hildo Rocha (MA), disse estar descrente que a proposta administrativa apareça. “Essa proposta vem sem prometida desde o ano passado”.