NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

NOTÍCIAS

Greve dos petroleiros ainda não prejudicou produção de combustível

Mas a continuidade do movimento paredista que começou no início de fevereiro poderá provocar impactos negativos
Petrobras greve dos petroleiros
Greve dos petroleiros começou no dia primeiro contra demissões/Divulgação/FUP

Texto de Vinícius Lisboa

O diretor-geral da Agência do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, disse hoje (14) que a greve dos petroleiros não produziu impacto sobre a produção de petróleo e derivados da Petrobras. Oddone manifestou preocupação, no entanto, com a continuidade da operação com equipes de contingência nas unidades da empresa.

“A Petrobras está trabalhando com equipes de contingência. Por isso, nos manifestamos com a preocupação de que, se essa situação perdurar por muito tempo, pode ter um impacto”, afirmou, evitando especificar o tempo de duração que poderia ser preocupante. “São equipes menores, não são as equipes que estão normalmente na plataforma. São equipes adicionais. Não é uma situação normal.”

A agência reguladora enviou ofício ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) para manifestar a preocupação, e sua procuradoria estuda entrar como parte interessada nos processos que envolvem a greve iniciada no dia 1º de fevereiro.

(Vinícius Lisboa trabalha na EBC)

Mais noticias

Slider