NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter.

NOTÍCIAS

Pesquisa mostra resultados da equoterapia em crianças com paralisia cerebral

Pesquisa com uso de cavalos foi realizado por cinco meses com 50 crianças do Distrito Federal
Equoterapia
Crianças com paralisia cerebral foram acompanhadas por especialistas/Divulgação/Ande

No próximo sábado (07) será apresentado um estudo pioneiro sobre o uso da equoterapia com 50 crianças com paralisia cerebral. A pesquisa com a utilização de cavalos começou em maio e terminou neste mês por iniciativa da Associação Nacional de Equoterapia (Ande) e participação de investigadores da Universidade de Brasília (UnB).

Haverá uma solenidade de encerramento da etapa de atendimentos, com a presença das crianças, de seus responsáveis e dos profissionais envolvidos na pesquisa. O projeto foi financiado pelo Ministério da Mulher com atendimento gratuito após seleção das crianças em escolas públicas e de centros de ensino especial em Brasília.

Nos próximos meses, a equipe científica realizará as análises estatísticas dos resultados, que em breve estarão disponíveis à comunidade acadêmica em artigos científicos publicados em revistas especializadas. A metodologia utilizada, os desafios de sua aplicação e os relatos das vivências ao longo da pesquisa serão compilados em um livro a ser lançado em 2020.

Metodologia – Essa é uma das primeiras pesquisas com foco nos efeitos da equoterapia, com rigor metodológico, um procedimento científico conhecido como Estudo Clínico Randomizado Controlado, que busca avaliar e comparar resultados a partir de dois grupos.

As 50 crianças selecionadas realizaram 24 sessões gratuitas de Equoterapia – 25 delas fizeram a prática uma vez por semana e a outra metade realizou duas práticas semanais. O objetivo é verificar se a frequência e a intensidade das práticas geram respostas diferentes e significativas.

Ao longo do processo, algumas das crianças com paralisia cerebral já conseguiam correr e muitas perderam o medo de se aproximar do cavalo e de outros animais. Esse vínculo estimulou a confiança e o autocontrole dos pequenos praticantes. A equipe de pesquisadores espera que os próximos resultados, a partir da análise dos dados coletados, sejam tão animadores quanto esses resultados preliminares, que na prática já representam vitórias significativas a essas crianças.

potencia grill

Mais noticias

Slider