PM é chamada após confusão na embaixada da Venezuela em Brasília

Embaixada da Venezuela Misto Brasília
Venezuela começou os trâmites burocráticos através da embaixada para devolução de militares/Arquivo

Confusão neste momento na embaixada da Venezuela em Brasília. Funcionários estão divididos desde a madrugada após um grupo entregar as chaves da embaixada aos representantes do autoproclamado presidente Juan Guaidó. Atualizado às 09h08

A Polícia Militar foi chamada e faz um cordão de isolamento na frente do prédio, enquanto militantes de partidos de esquerda brasileiros fazem um protesto a favor do presidente Nicolás Maduro. Um outro grupo faz manifestações a favor de Guaidó. A situação no momento é tranquilo na parte externa. Um representante do Itamarty entrou no prédio para conversar com os dois grupos que estão com as chaves da embaixada.

A polícia militar não pode interferir dentro da embaixada porque o local é considerado um território estrangeiro.

Os funcionários venezuelanos estão divididos e chegaram a brigar. Não há informações confiáveis sobre a situação, mas há pouco a CBN informou que 14 deles são favoráveis a Guaidó. Nas redes sociais, deputados da oposição dizem que a embaixada foi “invadida por fascistas”.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) disse que “pelo que fomos informados, ao menos 30 invasores ainda estariam no local. Claramente orquestrado para ocorrer durante a reunião do Brics, em Brasília”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas