Maior parte das emendas de bancada do DF vai para creches e obras

Viadutos DF
Para as obras de viadutos foram destinados R$ 60 milhões pela bancada do DF/Arquivo/Agência Brasília

A bancada federal do Distrito Federal chegou a um acordo sobre as emendas do grupo ao Orçamento Geral da União de 2020. Os oito deputados e três senadores adotaram a lista de obras prioritárias relacionadas pelo governo do Distrito Federal. Apenas o deputado Professor Israel (PV) definiu que a sua cota de R$ 22,5 milhões será aplicada integralmente no Instituto Federal de Brasília (IFB), que estaria na mira de ser extinto.

As emendas serão protocoladas até quinta-feira (24), prazo final para o registro, inclusive das emendas impositivas individuais. Neste caso, cada parlamentar poderá indicar pouco mais de R$ 15 milhões.

Houve também um acordo para que cada um dos parlamentares destine R$ 500 mil para o sistema de monitoramento de vídeo da Secretaria da Segurança Pública. Somando todos os 11 parlamentares, o valor chega a R$ 5,5 milhões, o que seria suficiente para a conclusão do projeto.

Houve também parcerias entre os deputados e senadores, como o de Érika Kokay (PT) e Antonio Regufe (Patriotas). Os dois vão destinar recursos para oito Unidades Básicas de Saúde (UBS) e quatro creches. Outros R$ 900 mil serão destinados à Casa da Mulher Brasileira. A senadora Leila Barros (PSB) e a deputada Paula Belmentonte (Cidadania) destinaram para o programa Caminho das Escolas R$ 10 milhões. A parceria também se repetiu na destinação de recursos para a construção das nove creches.

O deputado Luís Miranda (DEM) disse que destinou toda a sua cota das emendas de bancada para o sistema de segurança pública. “100% dos recursos irão para a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e para a Polícia Civil”.

Veja como ficou o quadro das emendas impositivas

Segurança: R$ 21.950 milhões

Casa da Mulher Brasileira: R$ R$ 3,6 milhões

Projeto Caminhos da Escola: R$ 10 milhões

Creches: R$ 55,750 milhões

Unidades Básicas de Saúde: R$ 21.750 milhões

Monitoramentos no DF: R$ 4,5 milhões

Núcleos Esportivos: R$ 21 milhões

Viadutos e vias: R$ 60 milhões

Centros Olímpicos do DF: R$ 21 milhões

Instituto Federal de Brasília (IFB): R$ 22.450 milhões

Estação da Cidadania R$ 22.450 milhões

Avenida Hélio Prates – R$ 40 Milhões

Viadutos – R$ 70 Milhões

Irrigação do Córrego (Canal do Rodeador) – R$ 16 Milhões

Conselho Tutelar – R$ 10 Milhões

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas