Morre o banqueiro Lázaro Brandão, ex-presidente do Bradesco

Lázaro Brandão Bradesco
Lázaro Brandão dedicou cerca de 70 anos ao Bradesco, onde foi presidente/Arquivo/Divulgação

O ex-presidente do Bradesco Lázaro de Mello Brandão morreu nesta quarta-feira, aos 93 anos, deixando esposa, duas filhas e um neto, de acordo com comunicado do banco ao mercado. Brandão estava hospitalizado após ser submetido recentemente a uma cirurgia de diverticulite em hospital de São Paulo.

O executivo ajudou a criar o Bradesco na década de 1940 e sucedeu o fundador Amador Aguiar, sendo o segundo presidente-executivo da instituição nos anos 1980. Em 1990, passou a ocupar a presidência do conselho de administração do Bradesco, de onde renunciou em 2017, permanecendo como presidente das empresas controladoras do Bradesco.

“Perde o sistema financeiro um dos mais ilustres e tradicionais representantes, que sempre soube guiar-nos pelos elevados ideais de honestidade, coerência profissional e dedicação. As lições que deixou certamente continuarão a influenciar positivamente as atuais e futuras gerações”, disse o Bradesco em comunicado, assinado pelo atual presidente do conselho do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas