Mesmo com descontingenciamento, UnB terá dificuldades financeiras

Universidade de Brasília UnB corredor Misto Brasília
Detalhe de um dos corredores da UnB que completou 60 anos/Arquivo

A Universidade de Brasília (UnB) terá ainda muitas dificuldades para pagar as despesas básicas neste ano, mesmo com a liberação de R$ 21 milhões anunciados ontem pelo Ministério da Educação. O valor é pouco mais da metade da necessidade para a manutenção das unidades da UnB.

A Universidade de Brasília tem R$ 38 milhões congelados pelo governo federal. A verba corresponde a 30% do orçamento da instituição para custeio e investimento.

O descontingenciamento total pelo MEC é de cerca de R$ 1,990 bilhão no orçamento. O Ministério havia sido a pasta mais afetada na Esplanada com bloqueios de verba da ordem de R$ 5,8 bilhões. Com o descongelamento, a verba discricionária bloqueada das universidades cai de 30% para 15%.

O ministro Abraham Weintraub disse ainda que os R$ 3,8 bilhões que ainda estão contingenciados poderão ser liberados até o fim do ano. O presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Federais de Ensino Superior (Andifes), João Carlos Salles, reitor da UFBA, afirmou que o descontingenciamento feito pelo MEC é importante, mas não satisfaz as necessidades das universidades federais.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas