Ataque reduz em 5% suprimento de petróleo no mundo

Arábia Saudita refinaria bombardeio
Ataques no sábado teriam atingidos duas refinarias na Arábia Saudita/Arquivo/Reprodução

O grupo Houthi, do Iêmen, alinhado ao Irã, disse ter atacado duas grandes instalações petrolíferas no centro da indústria de petróleo da Arábia Saudita no sábado, destruindo mais da metade da produção do reino saudita, em uma ação que deverá elevar os preços do petróleo e aumenta as tensões no Oriente Médio. Logo após a abertura dos mercados nesta manhã, o preço do petróleo bruto disparou nos Estados Unidos, aumentando rapidamente em 15%, com o preço do petróleo tipo brent subindo quase 20%. Atualizado às 08h14.

Os ataques reduziram a produção do reino em 5,7 milhões de barris por dia (bpd), de acordo com comunicado da empresa estatal de petróleo Saudi Aramco, ou mais de 5% do suprimento global de petróleo.

As exportações de petróleo da vão funcionar normalmente a partir de estoques nesta semana, afirmou à Reuters neste domingo uma fonte da indústria informada sobre os desdobramentos no setor.

O ministro de Relações Exteriores da Inglaterra, Dominic Raab, condenou neste domingo o bombardeio com drones contra instalações petrolíferas da Arábia Saudita, ocorrido na véspera, e chamou os ataques de uma tentativa de atingir os estoques globais de petróleo.

O alcance e precisão dos bombardeios realizados por drones contra refinarias, sugere que o ataque não foi conduzido por Houthis e que foi promovido a partir da direção oeste-noroeste, não do sul, a partir do Iêmen, disse uma autoridade dos Estados Unidos.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas