Temer: direitos de Dilma são ”pequeno embaraço político”

O presidente Michel Temer classificou de “pequeno embaraço” a decisão do Senado de preservar os direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff após impeachment, minimizando importância do fato para a estabilidade do governo.

“Eu estou acostumado a isso. Há mais de 34 anos que eu estou na vida pública e acompanho permanentemente esses pequenos embaraços, que logo são superados”,

A declaração é do presidente, nesta sexta-feira, na entrevista a jornalistas, na viagem à China onde acontece reunião de cúpula do G20, segundo a Reuters.

“Eu sempre disse que desde o começo eu aguardo respeitosamente a decisão do Senado Federal. Se o Senado tomou essa decisão, certo ou errado, não importa, o Senado tomou a decisão”, acrescentou a repórteres, depois de encontro empresarial em Xangai.

Quanto à questão da estabilidade no governo em meio ao racha de partidos da base aliada o presidente tentou tranquilizar.

“Falei com os companheiros do PMDB, do PSDB, do DEM, e essa questão toda será superada, não tenho a menor dificuldade em relação a isso”, afirmou Temer. 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas