Fazendeiros presos por morte de índio Kaiowá

Fazendeiros do Mato Grosso do Sul foram presos nesta quinta-feira, acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de terem envolvimento na morte do guarani-kaiowá Clodioude Aquiles Rodridues de Souza, 26 anos, em uma fazenda em conflito no município de Caarapó, a 273 km da capital Campo Grande.

O ataque, ocorrido em junho deste ano, também deixou outros nove índios feridos, incluindo uma criança de 12 anos, todos alvejados por tiros de armas de fogo. 

O caso corre em sigilo, por determinação da Justiça Federal. Por isso, não há informações de quantas pessoas foram presas, nem de quem são elas. Segundo o MPF, que pediu as prisões, os fazendeiros estão diretamente envolvidos no ataque e podem ser responsabilizados pelos crimes de formação de milícia privada, homicídio, lesão corporal, constrangimento ilegal e dano qualificado.

O órgão afirma que a prisão preventiva foi pedida para evitar novas agressões às comunidades indígenas da região, como outra ocorrida em 11 de julho, que deixou três índios feridos. (El Pais)

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas