Nadador confirma que americanos mentiram sobre assalto

Ryan Lochte admitiu nos Estados Unidos que não foi vítima de assalto e nem seus colegas nadadores da equipe olímpica dos Estados Unidos. O que houve, segundo ele, foi uma briga num posto de gasolina e que o vigia chegou a puxar a arma contra o grupo.

Ele postou um vídeo bem humorado nesta quinta-feira, no Instagram, mas logo em seguida deletou após receber uma série de críticas dos seus seguidores, segundo o Extra. “Você não é homem para assumir seu erro. Por isso mentiu”, criticou um brasileiro.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou esta tarde a versão do nadador. O grupo teria quebrado o banheiro do posto de gasolina e que por isso o vigia se viu obrigado a proteger o patrimônio e a sua integridade. O chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, disse os atletas  Gunnar Bentz e Jack Conger  também confirmaram que houve uma confusão em posto de gasolina, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Desde que o assunto veio à tona através da imprensa americana, houve contradições nas versões. Nos Estados Unidos chegou-se a informar que pouco importava a verdade, porque o Rio de Janeiro era “violento mesmo”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas