Um jantar para agradar a cúpula tucana

Enquanto o Congresso Nacional tem um recesso branco de uma semana por conta das eleições municipais, o presidente interino Michel Temer (PMDB) busca amezinhar suas relações com o PDSB.

Os tucanos estão com um pé atrás com Temer depois que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (Dem-RJ), anunciou o nome dele à Presidência em 2018. O PSDB está preocupado também com a gastança, pois o déficit continua a despeito de promessas. Outro ponto de divergência é o ministério da Fazenda, cujas relações estariam fazendo água até mesmo dentro do Palácio do Planalto.

Temer vai jantar com a cúpula tucana no Palácio do Jaburu. Temer quer pedir apoio dos tucanos ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que tem sido alvo de críticas das lideranças do partido.

O incômodo com Meirelles tem a ver ainda com o fato de ele ser também um potencial candidato ao Planalto, nas eleições de 2018. Além disso, o PSDB tinha feito críticas ao governo também por considerar que o Planalto estava cedendo demais aos partidos em pontos que considera fundamentais do ajuste fiscal.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas