Reguffe diz que não é justo novo teto salarial de ministros

O projeto do teto salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal encontra resistências no Senado Federal. O novo salário vai determinar um efeito cascata devastador, já que salários de parlamentares e demais ministros tem efeito vinculante.

Devem votar contra, o senador Ricardo Ferraço, do PMDB do Espírito Santo, que já declarou seu posicionamento. Também tem posição contrária ao projeto que tem o apoio do Palácio do Planalto, o senador José Reguffe, do Distrito Federal que está sem partido.

Isso é um absurdo e uma irresponsabilidade fiscal! E vai gerar um efeito cascata aumentando salários de juízes, ministros, conselheiros de Tribunais de Contas e parlamentares. As pessoas esquecem que tem alguém que vai ter que pagar isso. E esse alguém é o contribuinte brasileiro”, disparou.

Para o senador que está entre poucos que pensam dessa maneira, “é muito fácil dizer sim ao aumento, ficar bem com o Supremo Tribunal Federal, com juízes, com desembargadores, com os outros parlamentares, mas isso é correto com o contribuinte? Com aquele que vai ter que pagar essa conta?”, perguntou em sua página no Facebook.

“Na minha opinião, isso não é justo nem correto com o contribuinte e é uma irresponsabilidade fiscal. Meu voto, como representante dos meus eleitores, com a responsabilidade que tenho nesse mandato, é contrário a esse aumento”.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas