Dilma não teria mais governabilidade, admite senadora aliada

A senadora Vanessa Graziotim, do PCdoB do Amazonas, uma das atuantes na defesa de Dilma Rousseff (PT) na comissão especial do impeachment, jogou a toalha. Ela mesmo admite que lutar contra o impeachment é uma batalha perdida.

Vanessa admite que se Dilma voltar ao Palácio do Planalto ela não teria condições de governar, porque já perdeu todo o apoio no Congresso Nacional. O desânimo que toma conta da tropa de choque ilustra o que foi dito há alguns dias nos corredores do Senado Federal. Se a votação fosse secreta, até o PT votaria a favor.

 “Se é fato que a presidente Dilma perdeu as condições de governabilidade, porque perdeu o apoio da maioria do Congresso Nacional, por outro lado, é verdade que o presidente interino usurpador Michel Temer não tem legitimidade para continuar no poder.”

Esse posicionamento só mostra como a oposição está tratando a questão do impeachment. O que interessa é a eleição de 2018, com Lula da Silva candidato à Presidência da República.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas