Buraco nas contas públicas não para de crescer

E a sangria não para. O déficit público que é de R$ 170 bilhões bateu novo recorde nos primeiros seis meses deste ano. Só lembrando, Dilma Rousseff foi apeada provisoriamente do poder em maio passado.

No semestre, segundo as contas do governo, o buraco foi de R$ 32,5 bilhões. Detalhe: este gigantismo é histórico nas duas últimas décadas.

Já o rombo nas contas públicas em junho é de R$ 8,8 bilhões, lembra o jornalista Vicente Nunes, é o maior para o mês desde o início da série histórica, em 1997.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas