Suspeitos de terrorismo estão em presídio no MS

A Polícia Federal informou nesta sexta-feira que os 10 presos na operação Hashtag, suspeitos de preparar atos terroristas e de envolvimento na promoção do Estado Islâmico, estão no presídio federal de Campo Grande (MS).

De acordo com a comunidade de informações,  32 brasileiros juraram fidelidade ao Estado Islâmico. Pelo menos quatro deles, incluindo Vitor Magalhães e Antônio Andrade dos Santos estão entre os investigados pela operação Hashtag. Veja os nomes abaixo.

A operação foi deflagrada ontem, a 15 dias da abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro. Segundo autoridades, os suspeitos foram monitorados a partir das quebras de sigilo de dados e telefônicos.

Como parte da operação, foram cumpridos na quinta-feira 10 mandados de prisão temporária pela Justiça Federal do Paraná, dois mandados de condução coercitiva e 19 de buscas e apreensão nos Estados do Amazonas, Ceará, Paraíba, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

Lista de nomes dos suspeitos

Alguns adotaram nomes árabes ou falsos para se comunicar nas redes sociais:

Alisson Luan de Oliveira, Antonio Andrade dos Santos Junior (Antonio Ahmed Andrade), Daniel Freitas Baltazar (Caio Pereira), Hortencio Yoshitake (Teo Yoshi), Israel Pedra Mesquita, Leandro França de Oliveira, Leonid El Kadri de Melo (Abu Khalled), Levi Ribeiro Fernandes de Jesus (Muhammad Ali Huraia), Marco Mario Duarte (Zaid Duarte), Matheus Barbosa e Silva (Ismail Abdul-Jabbar Al-Brazili), Mohamad Mounir Zakaria (Zakaria Mounir), Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo (Ali Lundi), Valdir Pereira da Rocha (Valdir Mahmoud) e Vitor Barbosa Magalhães (Vitor Abdullah).

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas