Dez brasileiros presos acusados de terrorismo

Dez pessoas foram presas em dez estados nesta manhã em operação das forças de segurança brasileiras acusadas de suposta organização terrorista. O grupo chegou a comemorar o atentado em Nice em mensagens trocadas pelo WhatsApp e Telegram.

Há ainda dois mandatos que ainda não foram cumpridos.

Foram apreendidos também computadores e celulares por ordem judicial. Houve “juramento” via mensagem de internet do grupo com o Estado Islâmico. Um deles, residente em Curitiba, chegou a pesquisar na internet sobre compra de armamentos no Paraguai, um fuzil AK-47.

O ministro da Justiça, Alexandre Moraes, disse que o assunto é “delicadíssimo”. Este é o primeiro caso de prisão com base na lei antiterrorismo.

De acordo com o ministro, não houve contato pessoal dos brasileiros com membros do EI, mas um deles queria viajar para o exterior. A viagem só não aconteceu por questões financeiras.

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas