Desorganização provoca confusão nos aeroportos

O passageiro chegou com uma hora e meia de antecedência do embarque no aeroporto como recomendou a Agência Nacioanal de Aviação Civil (Anac). Mesmo assim “deu errado”, como diz a gíria.

Mas o erro não é do passageiro. É das companhias aéreas. Segundo a Anac, as operadoras tiveram tempo suficiente para adaptar a fiscalização de bagagens e a revista em passageiros do padrão de voos internacionais para os domésticos.

A falta de organização com as novas medidas em vigor no seu segundo dia conseguiu continuar a dar dor de cabeça aos passageiros.

O trabalho de fazer o check-in obrigatório para quem tem malas a despachar já é moroso por falta de funcionários. Ao que parece, a quantidade de pessoal e de scaners (equipamentos de raios-X) não foram suficientes para inspeção ao número de bagagens em plena época de férias para muitos brasileiros.

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas