Déficit da Previdência interessa ao mercado financeiro

O presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, Vilson Antonio Romero, é direto com a polêmica sobre o anunciado déficit da Previdência.

O discurso, segundo ele, interessa ao mercado financeiro para “emplacar” a venda de planos privados. E, de acordo com Romero,  o sonho da aposentadoria pode virar pesadelo em vida se for aprovado o projeto do governo.

Hoje são pagos 32,7 milhões de benefícios, incluindo 9,7 milhões de aposentadorias por idade, 7,4 milhões de pensões por morte, 5,4 milhões de aposentadorias por tempo de contribuição e 3,2 milhões por invalidez, entre outros.

O relatório Análise da Seguridade Social da Anfip informa que os superávits são sucessivos – 2006, R$ 59,9 bilhões;  2007 – R$ 72,6 bilhões;  2008 – R$ 64,3 bilhões; 2009 – R$ 32,7 bilhões; 2010 – R$ 53,8 bilhões; 2011 – R$ 75,7 bilhões; 2012 – R$ 82,7 bilhões; 2013 – R$ 76,2 bilhões; 2014 – R$ 53,9 bilhões.

 

Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas

Assuntos Relacionados


Informativo Misto Brasil

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo gratuito no seu e-mail, todas as semanas